Par髊uia S鉶 Cristov鉶 de Primavera do Leste - MT

Qual o seu horrio de missa preferido na Matriz Imaculada?

08:00 horas
17:00 horas
19:00 horas
Você está em: Página Inicial / Santo do Dia / So Martiniano
Tamanho da Fonte A- A+

So Martiniano

Nasceu no sculo IV, em Cesareia, na Palestina. Muito jovem, discerniu sua vocao vida de eremita; retirou-se a um lugar distante para se entregar vida de sacrifcio e de orao pela salvao das pessoas e tambm pela prpria converso. Ele vivia um grande combate contra o homem velho, aquele que tem fome de pecado, que desequilibrado pela consequncia do pecado original que atingiu a humanidade que todos ns herdamos. Mas foi pela Misericrdia, pela fora do Esprito Santo que ele se tornou santo.
Sua fama foi se espalhando e muitos procuravam Martiniano. Embora jovem, ele era cheio do Esprito Santo para o aconselhamento, a direo espiritual, at apresentando situaes de enfermidades, na qual ele clamava ao Senhor Jesus pela cura e muitos milagres aconteciam. Atravs dele, Jesus curava os enfermos.
Homem humilde, buscava a vontade de Deus dentro deste drama de querer ser santo e ter a carnalidade sempre presente. Aconteceu que Zo, uma mulher muito rica, mas dada aos prazeres carnais e tambm s aventuras com um grupo de amigos, fez uma aposta de que levaria o santo para o pecado. Vestiu-se com vestes simples, pobres, pediu para que ele a abrigasse por um dia. Eles dormiram em lugares distantes, mas ela, depois, vestiu-se com uma roupa bem sedutora e foi ser instrumento de seduo para Martiniano. Conta-nos a histria que ele caiu na tentao.
Os santos no foram homens e mulheres de ao, pelo contrrio, ao tomar conscincia daquele pecado, ele se prostrou, arrependeu-se, penitenciou-se, mergulhou o seu corao e a sua natureza na misericrdia de Deus. Claro que o Senhor o perdoou.
S h um pecado que Deus no perdoa: aquele do qual no somos capazes de nos arrepender.
So Martiniano arrependeu-se e retomou o seu propsito. Ele foi um instrumento de evangelizao para aquela mulher que, de tal forma, tambm acolheu a graa do arrependimento, entrou para a vida religiosa e consagrou-se, fazendo parte do mosteiro das religiosas de Santa Paula e ali se santificou.
O santo, depois, foi para uma ilha; em seguida para Atenas, na Grcia, e, no ano 400, partiu para a glria tendo recebido os sacramentos.
Santo no aquele que "nunca pecou". A orao, a vigilncia e o mergulho da prpria misria na Misericrdia Divina o que nos santifica.
So Martiniano, rogai por ns!

Santos de Outros dias

© Parquia So Cristovo . Todos os diretos reservados.